terça-feira, julho 24

Eras parte de mim


Eras o meu melhor amigo. Aquele com quem eu ia ter a correr quando se passava algo, ou mesmo quando nada se passava. Aquele em que eu confiava e que eu sabia que estaria sempre ali para mim. Que me apoiava, mas que também me sabia dar um “abanão” quando me armava em parva. Alguém que estava sempre ali para mim, e eu sempre ali para ti.
Fui eu que te fiz acordar para a vida e ver quando erravas. Era a mim a quem tu contavas os teus problemas e pedias conselhos. Era a mim que tu davas abraços gigantes e apertados. Era eu que te fazia rir quando tu estavas super em baixo. Era eu que te ajudava sempre que precisavas. Fui eu que estive sempre do teu lado.
Nós tínhamos uma amizade perfeita. Nós tínhamos uma amizade que era invejada. Era a nós que as pessoas diziam “Vocês não se largam” e “Quem dera a muita gente ter uma amizade assim”. E agora? Agora mal nos falamos, parecemos meros conhecidos... Daqueles que dizem apenas “Olá” e “Adeus” e basta. A nossa amizade voou com o vento, mas espero que um dia volte numa brisa.

11 comentários: